Biografia SNZ Biografia Sarah Sheeva Biografia Nãna Shara Biografia Zabelê
 


SNZ Discografia



SNZ [2000]

SarahNãnaZabelê [2001]

Remix Hit's [2002]

Zunzum e Pronto [2006]

Outros [...]







CONTADOR





 



“Zunzum e pronto” foi lançado em 12 de janeiro de 2007 e marca o início de uma nova fase do SNZ. Com a saída de Sarah Sheeva em 2003, o grupo virou uma dupla e a sigla ganhou o significado de “Só Nãna e Zabelê!”. O álbum foi dirigido artisticamente por Connie Lopes (Natasha Records), distribuído pela Universal Music, produzido por Paulo Jeveaux & SNZ e co-produzido por André Moraes. “Zunzum e pronto” mostrou a maturidade artística do SNZ, da escolha do repertório, com a maioria das músicas compostas pela dupla, à produção dos arranjos, modernos e originais.



- Zunzum e Pronto (2007) - Natasha Records

1. Sananá
2. Bicicletas do Arpoador
3. Você virou poema
4. Não pare
5. Busca
6- Algo melhor
7. Surgiu do nada
8. O tempo mudou
9. Educação sentimental II
10. Maravilha
11. Calor da rua
12. Digo adeus
13. Acabou chorare
14. Busca (Versão Acústica)



1. Sananá
(Zabelê/ Nãna Shara/ Ricky Magia/ Davi Moraes)

Eu saio, eu vou pra rua
E quando eu saio
É pra dançar
Batuque no chuveiro
Eu vou cantando pra esquentar

Vou me enfeitar
Pra encontrar você
Brilho e batom
Solto o meu cabelo
Sandália de dedo
Pro pé não cansar
Vou suar

Eiá, eiá, eiá
Saná, saná
Sananá, sananá, saná

Vou ficar até o sol nascer
Balançar com você
Desligar o meu pensamento
Som no ar

Eiá, eiá, eiá
Saná, saná
Sananá, sananá, saná



2. Bicicletas do Arpoador
(Zabelê/ Eddy Wesley/ Gerson Jorge)

Que vontade que me dá
Pelas ruas, de manhã, voar
E ver de cima a multidão
Além da pressa dos seus passos

Que vontade que me dá
Pelas noites, do meu sono, ouvir
Palavras que não sei dizer
Na boca o beijo que eu merecer
De onde vem o meu desejo
De ver você ali comigo

As bicicletas no Arpoador
Todas passaram
Você ficou
Ali grudado em meu olhar
E eu sem dizer nada

As bicicletas no Arpoador
Estão de volta toda manhã
E eu ali a te esperar
Preciso te dizer
Quero ficar com você

Que vontade que me dá
Pelas tardes, de verão, o amor
E pelo ar uma canção
Além das pedras no caminho

Que vontade que me dá
Pelas notas da canção sentir
Sua presença por ali
Uma esperança em cada esquina
Não guardo os sonhos só pra mim
Pra ver você assim comigo



3. Você virou poema
(Zabelê/ Eddy Wesley/ Celso Malheiros)

Nunca mais
Eu vou me envolver
Tão fundo assim
Eu jamais
Repetirei os erros que cometi
Com você
Outra vez

Pode ser
Que o erro tenha sido
Não perceber
Ou não ver
O seu olhar perder o brilho e secar
Você virar
Um outro alguém

O amor é cego
Todo mundo sabe
E mesmo assim
Se aventura e se desarma
Acha que tudo tem um jeito
Perde até o medo

Comigo aconteceu
Mas já virou poema
Digo pra você
Valeu a pena
Ter vivido
Ter sofrido
Ter me levantado

Vou viver
Aprender
Te esquecer
Acordar e não lembrar você

Vou viver, insisto
Aprender
Precido
Te esquecer

Um belo dia de manhã
Você vai desaparecer



4. Não pare
(Zabelê/ Nãna Shara/ Ricky Magia/ Davi Moraes)
Participação Especial de Papa Ricky

Não pare!



5. Busca
(Nãna Shara)

Nada é mais importante
Do que a minha busca
Nada é constante
Como a sua alegria
Que você me traz
E a sua harmonia
Que eu quero viver
Dentro do meu ser

A vida é um ciclo
É preciso enxergar
Que passamos pelas estações
Para poder mudar
Desestabilizamos as emoções
Para equilibrar
Perdemos o rumo de tudo
Para Paz alcançar

Mas depois da chuva vem o Sol
Que brilha, vem como um farol
Trazer longa Paz, clarear
Ver a tempestade passar
A vida cansou de ensinar
Que a gente não pode parar
É preciso cair para andar
Aprender cada dia a buscar



6. Algo melhor
(Nãna Shara/ André Gomes)

É só apenas um tempo
Um trajeto curto a se passar
Com pedras no seu caminho
Com matos e muitos espinhos
Sem água pra se refrescar
Cruel trilha
Pois não se vê o caminho
De chegar no fim de tudo
No rio doce pra mergulhar

Momentos intensos
De muito frio
Muito calor, misto de sentimentos
Breve alegria, melancolia
Sem sintonia
Aperfeiçoamento da alma

Não se desespere
Não se atropele
Pare, pense e espere
Tem algo melhor pra você

É provação
Resista à tentação
Deixe a razão
Entrar dentro do seu coração

Dos excessos submersos
Lapidamento de tudo
Pra escolher o que está disperso
Caminho do equilíbrio
Onde o choro extravasa
É preciso perder pra ganhar
Morrer e nascer
Andar



7. Surgiu do nada
(Zabelê/ Eddy Wesley)

Nossos olhos se encontraram
E o mundo sumiu
Foi como me perder
E não ter saída

Nossos olhos se encontraram
De tudo esqueci
Foi como adormecer
E te ver no meu caminho

Ainda não sei como aconteceu
Ainda tô tentando entender
Do nada
Você surgiu do nada
Você veio
Do nada

É difícil acreditar
Não quero me iludir
Eu quero te amar
Esquecer o medo

Sei que não posso mais fingir
Eu vou me entregar a esse amor

Do nada
Você surgiu do nada
Você veio do nada
Você surgiu do nada

Você veio
E trouxe o que eu tanto esperava
O amor



8. O tempo mudou
(Nãna Shara)

Eu idealizei
Quando te conheci fui de cabeça
Eu sei, me entreguei
Agora descobri, o tempo revelou
Que eu me equivoquei
O nosso amor não estava equalizado
Sonhos desiguais
As diferenças gritaram, pesaram
O amor ficou pra trás

A intensidade relaxou
A convivência nos mostrou
Que nosso amor ainda estava ali
Mas a balança se desequilibrou

E quem sentiu
Se questionou o que construiu
Se duvidou
E sei que o que vivemos
Foi tão bom
Mas o tempo mudou

Achei que você era
Achei que era você o meu amor
Por que que a gente não espera
Será que é pra fugir
De alguma dor

Eu achei que você era
Achei que era você o meu amor
Por que que a gente acelera
E vê depois que erra, se enganou



9. Educação sentimental II
(Leoni/ Paula Toller/ Herbert Vianna)

A vida que me ensinaram
Como uma vida normal
Tinha trabalho, dinheiro,
Família, filhos e tal

Era tudo tão perfeito
Se tudo fosse só isso
Mas isso é menos do que tudo
É menos do que eu preciso

Agora você vai embora
E eu não sei o que fazer
Ninguém me explicou na escola
Ninguém vai me responder

Eu sei a hora do mundo inteiro
Mas não sei quando parar
É tanto medo de sofrimento
Que eu sofro só de pensar

A quem eu devo perguntar
Aonde eu vou procurar
Um livro onde aprender
você não me deixar



10. Maravilha
(Zabelê/ Eddy Wesley/ De Leve)
Participação Especial de De Leve

Quero mais
Muito mais
Eu quero viver
Encarar de frente o que surgiu
Conquistar
Não temer
Não parar
Não me esconder
Se o melhor da vida é descobrir
Sempre mais

Voar, lutar, ir em frente
Acreditar que se pode vencer
Não há quem não corra riscos
Me diga quem nunca errou

Pior é viver com medo
De realizar um sonho
Não abro mão
Não me entrego
Não

Pra ser feliz vale toda luta

"Cê tem duas escolhas
Ou vive duro ou ganha
grana derrubando árvores e queimando suas folhas
Destruindo seu mundo enquanto vagabundo
Planeja ficar mais rico às custas dos recursos oriundos
De centro de tudo que nem um câncer maligno
Banqueiros tão ricos
E o povo abre o jornal pra ver (seu) signo
Jornais com matérias compradas é tática
Juliana Paes toma Skoll
Mas faz comercial da Antarctica
Mas sem dinheiro cê não vive, né
Eu também não,
Mas, eu se até hoje eu estive a pé
Alguma coisa tem a ver, se esquive, mané
Edinho usa Total Cheire, tá em declive o Pelé
Se tua felicidade tá enlatada que nem ervilha
Ou cê ganha na Sena ou
A geração de sua filha
Vai sentir (totalmente) frustrada
A realidade mostrada vai ser
Ineficaz igual a uma cadela castrada"



11. Calor na rua
(Nãna Shara/ Pedro Baby)

Cai a noite escura
E a lua cheia acende a chama
E o calor da rua
Lembra você quando me ama

Como a vida segue seu rumo natural
Eu e você, foi casual
Como o encontro da melodia com som
É harmonia no seu coração

Vem dançar, vem balançar
Vem no suingue que a noite vai te levar

Naquele dia, quando eu te vi
Senti na pele, eu descobri
Que com você rolou paixão
Foi alquimia, foi mutação
Bateu mais forte na emoção
Senti meu corpo



12. Digo adeus
(Zabelê/ Eddy Wesley)

Cansei de enxugar
Cansei de enxugar meus olhos
Cansei de esperar
Cansei de esperar você

Tudo o que eu fiz foi calar
Soprar o quente afastar
Invisível pra você não me notar
Sem querer negar
Pronta pra voar
Longe do tempo que eu perdi

Digo adeus - Chegou a hora
Digo adeus - Eu vou embora
Digo adeus - Já basta agora
Digo adeus

Deixei de sorrir
Me desliguei de tudo
Me iludi, tentando te entender
Foi tão difícil acordar
Cortar os laços, me amar

Não é fácil mas eu vou me acostumar
O tempo vai passar
Em outro lugar
Longe
Bem longe de você

Digo adeus - Chegou a hora
Digo adeus - Eu vou embora
Digo adeus - Já basta agora
Digo adeus



13. Acabou chorare
(Moraes Moreira/ Luiz Galvão)

Acabou chorare,
Ficou tudo lindo
De manhã cedinho
Tudo cá-cá-cá
Na fé-fé-fé
No bu-bu-li-lindo
No bu-bu-bolindo

Talvez belo buraquinho
Invadiu-me a casa
Me acordou na cama
Tomou meu coração
E sentou na minha mão

Abelha, abelhinha
Acabou chorare
Faz um zunzum pra eu ver
Faz zunzum e mel

Inda de lambuja
Tem o carneirinho
Presente na boca
Acordando toda gente
Tão suave mé,
Que suavemente

Acabou chorare
No meio do mundo
Respirei fundo
Foi-se tudo pra escanteio
Vi o sapo na lagoa
Entre nessa que é boa
Fiz zunzum e pronto



14. Busca (Versão Acústica)
(Nãna Shara)

Nada é mais importante
Do que a minha busca
Nada é constante
Como a sua alegria
Que você me traz
E a sua harmonia
Que eu quero viver
Dentro do meu ser

A vida é um ciclo
É preciso enxergar
Que passamos pelas estações
Para poder mudar
Desestabilizamos as emoções
Para equilibrar
Perdemos o rumo de tudo
Para Paz alcançar

Mas depois da chuva vem o Sol
Que brilha, vem como um farol
Trazer longa Paz, clarear
Ver a tempestade passar
A vida cansou de ensinar
Que a gente não pode parar
É preciso cair para andar
Aprender cada dia a buscar


 

 








 




Essa página é uma homenagem ao grupo SNZ, que com muita cor, harmonia e talento cativou muitos fãs nos anos 2000. Trata-se de um ambiente de recordação, onde podemos relembrar de momentos do grupo unido e conferir as novidades sobre a carreira solo das ex-integrantes

Criação e atualização da página pelo fã João Rossi © 2008 ℗ 2015